Os 5 erros mais cometidos na hora de fazer um currículo

Fazer um currículo requer dedicação e muita atenção. Alguns detalhes são essenciais para que seu documento não vá para o fim da fila ou até mesmo para a lixeira. As empresas recebem diariamente centenas de currículos de candidatos sonhando com uma vaga de emprego. Então, é preciso estar atento a alguns detalhes para que o recrutador escolha seu currículo.

Por isso, selecionamos aqui 5 erros mais comuns e que precisam ser evitados para que seu currículo ganhe ainda mais destaque. Confira!

Exagerar na quantidade de informações

Para que o seu currículo não seja desconsiderado ou até mesmo descartado, é importante ser específico na hora de elaborá-lo. Não se esqueça de informações importantes nem exagere nos dados pessoais. Informar o nome, idade, contatos e endereço já é o suficiente para a parte inicial do currículo. RG e CPF serão solicitados em uma etapa posterior.

Apesar de muitos candidatos anexarem fotos aos seus currículos, elas só são necessárias em casos específicos em que haja uma exigência da empresa ou do tipo de vaga.

Não revisar o currículo

Um currículo com erros de gramática, de digitação e com a formatação visivelmente sem um padrão perde seu valor, dando um ar de desleixo e desinteresse por parte do candidato. Procure fazer uma revisão completa antes de enviar os currículos.

É aconselhável também que outra pessoa faça uma leitura do documento para localizar possíveis erros. Estabeleça um padrão de espaçamento, fonte e cores. O padrão é usar fontes como Arial, Times New Roman e a cor preta.

Fazer um currículo muito longo e sem objetividade

Seja breve e claro ao descrever suas experiências e objetivos profissionais. Alguns candidatos acham que é melhor inserir no currículo todos os cursos e workshops realizados, mas isso não é verdade. É preciso focar nos cursos relacionados à vaga em questão.

Currículos muito extensos também acabam deixando o recrutador confuso. O ideal é uma única página para candidatos ao primeiro emprego e, no máximo, três páginas para aqueles com mais experiência.

Apresentar informações falsas

Se informar no currículo que fala inglês fluentemente, você terá essa experiência colocada à prova, assim como as informações de formação acadêmica que terão de ser provadas através do Histórico Escolar e do Diploma de Graduação.

Seja sincero ao declarar sua experiência profissional e formação acadêmica. Muito cuidado também na hora de elaborar um currículo em inglês – usar o Google Translator não é suficiente.

Fazer uma autoavaliação

Candidatos adoram termos como proativo, dinâmico, dedicado, entre outros. Muitas vezes isso irrita o recrutador. Expressões como “vasta experiência”, “sólida experiência” podem até ser consideradas, mas deixe a avaliação para a equipe de recrutamento, que o fará através da entrevista ou da dinâmica de grupo.

Hoje em dia, o número de candidatos por vaga de emprego é grande e, por isso, é fundamental que exista um diferencial não só em seu perfil profissional, mas também no documento que será sua porta de entrada em uma empresa. Ser objetivo e não dar muitas voltas na hora de fazer um currículo vai fazer toda a diferença no processo de seleção em uma empresa.

Seus amigos também estão buscando vagas de emprego? Então, compartilhe este post em seu Facebook e mostre para eles as dicas que você recebeu hoje!

Contratanet

Contratanet

O Contratanet é a maior rede integrada de portais de vagas para estágio e empregos do Brasil. Sua tecnologia conecta Instituições de Ensino, Empresas, Candidatos e Portais parceiros, aproximando oportunidades e profissionais, além de efetivar e facilitar toda a divulgação e gestão dos processos seletivos.

Você pode gostar...